Depressão não é frescura!

Como os meus pensamentos influenciam na depressão

Para Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) a percepção que temos de uma situação, influencia diretamente no que sentimos, em como agimos e em nossas reações corporais.

Quando uma pessoa vivencia um quadro depressivo, a tendência é avaliar suas situações de uma forma mais negativa e pessimista, mas que geralmente não é bem assim, “é apenas uma percepção que a pessoa deprimida tem da situação apresentada”.

      ………..Você conhece alguém que esteja passando pelas interpretações que vou citar abaixo? Ou quer entender um pouco mais sobre depressão? Procure ajuda especializada, não tenha receios, a depressão é um transtorno que pode e deve ser tratado.  Para ajudar uma pessoa com depressão é necessário identificar os pensamentos que geram sentimentos desconfortáveis e comportamentos prejudiciais que estão contribuindo para esse momento que é tão sofrido para a pessoa que você ama. 

Os modos distorcidos de pensar (o que chamamos de erros cognitivos ou pensamentos disfuncionais) envolvem um ou mais dos seguintes temas:

  • Interpretações sobre os acontecimentos: Se irrita facilmente diante de uma situação em que se não estivesse deprimido, a mesma situação não o aborreceria. Quando algo de ruim acontece, a pessoa deprimida tende a pensar que todas as situações seriam igualmente ruins, com tendência a ignorar ou minimizar acontecimentos bons.
  • Interpretações sobe a dimensão tempo: As pessoas com tendência a depressão podem desistir, ou nem tentar enfrentar um desafio, em função de acreditar que as causas dos acontecimentos indesejáveis serão permanentes e afetarão tudo que o que fizerem.
  • Interpretações negativas sobre a responsabilidade – autoavaliação excessivamente ruim: As pessoas com depressão costumam atribuir a si mesmas, de forma não adequada, a maior parte da responsabilidade (culpa) pelas coisas ruins que acontecem. Além disso, tendem a repetir internamente para si mesmas seus “fracassos”.

Veja alguns exemplos de distorções de pensamentos comumente cometidas por pessoas com depressão.

Generalização: Após ter passado por uma situação de assalto, pensar: “Sair à noite é perigoso, melhor ficar em casa”, inicia-se aí o isolamento social.

Menosprezar o positivo: Após ter se dedicado nos estudos e ter conseguido uma excelente nota na prova de conclusão do curso, pensar: “Tirei uma nota dez porque estava fácil. O professor facilitou. Qualquer um conseguiria tirar dez nesta prova”. Inicia-se aí a perda da sua auto eficácia.

Bem, Não há soluções milagrosas, há sim a necessidade de engajamento de todas as pessoas envolvidas nesse processo de tratamento para a depressão, a pessoa com depressão, os familiares, os amigos e o terapeuta. Com empatia e acolhimento à pessoa com depressão é sim possível tratar a depressão e ver a pessoa que você ama tendo uma vida saudável e produtiva.

Referencia: Psicoeducação em Terapia Cognitivo Comportamental, 2019

Como posso lidar com a depressão?

A depressão é um transtorno no qual há uma baixa de energia/disposição que dificulta  a realização de tarefas, entretanto é justamente a ação que favorece o aumento da motivação para ativar-se e, se manter. Começar com alguns “pequenos passos”, utilizando a energia e os recursos que tiver à sua disposição, é essencial.  Caso você esteja com depressão, pode não estar com muita energia, mas provavelmente pode ter o suficiente para fazer, por exemplo, uma pequena caminhada à volta do seu prédio ou pegar o telefone para falar com um amigo.

É essencial que uma pessoa que esteja passando por um episódio depressivo busque ajuda de especialistas na área de saúde mental (psicólogos e ou médico psiquiatra), pois estes têm conhecimento para investigar a fundo a questão e orientar ações para a superação da depressão.

Fonte: Psicoeducação em TCC,2019.

Marque seu horário, vamos nos conhecer e entender juntos seu momento de vida!

Open chat
Precisa de ajuda?